• NT PRO SPORTS

O importante é competir?

O italiano Gianmarco Tamberi e Mutaz Barshim, do Qatar, dividem a medalha de ouro, após decidirem dividir o pódio sem competir.


Mutaz Essa Barshim e Gianmarco Tamberi fizeram história neste domingo ao empatarem na disputa do salto em altura e conquistarem a medalha de ouro juntos. Essa foi a primeira vez em 113 anos que uma prova olímpica de atletismo terminou com igualdade no lugar mais alto do pódio. Bonito gesto? Mas, e aí? Aonde fica o espirito olímpico? O que vale não é competir?

Eles podiam. A regra diz que, quando um salto de desempate não é realizado, incluindo a situação em que os atletas não querem saltar mais, o empate permanecerá. Porém, nunca na história do atletismo olímpico, dois atletas abriram mão de continuar a disputa e decidiram que eram merecedores de uma medalha de ouro.


Essa história rendeu milhares de comentários contra e a favor dessa decisão, mas no âmbito esportivo, foi considerado uma grade vergonha. Dois amigos se juntam e decidem que não querem mais competir, que não precisam provar quem é o melhor?

"Mais, a regra não permite"?

Sim, mas muitas vezes, nem tudo que é legal é moral! O que muitos consideraram um lindo gesto de amizade, para outros pareceu um jeitinho imoral para ambos ficarem com o ouro sem disputa. E, convenhamos, seria muito bom ver dois amigos disputando uma medalha de ouro até o ultimo salto. Isso seria uma grande demonstração de espirito olímpico, onde o importante não é só ganhar, mas competir. E você? O que acha?

86 visualizações

Posts recentes

Ver tudo